CUIDADOS SOL
Fotoproteção: Dermatologistas explicam a melhor estratégia
Você sabia que a exposição à radiação ultravioleta (UV) tem efeito cumulativo? Essas e outras a Sociedade Brasileira de Dermatologia explica pra gente.

Falou em sol, lembramos logo de bronzeamento. Entretanto, há diversas outras alterações provocadas pelo sol, como: surgimento de pintas, sardas, manchas e rugas. E ainda nem falamos no mais grave, tumores benignos (não cancerosos) ou cancerosos, como o carcinoma basocelular, o carcinoma espinocelular e o melanoma por exposição solar em excesso.

Nem todo mundo sabe, mas a maioria dos cânceres de pele está relacionada à exposição ao sol, por isso todo cuidado é pouco. Ao sair ao ar livre, é recomendável andar pela sombra, principalmente no horário entre 10h e 16h, quando a radiação UVB é mais intensa. Usar protetor solar de FPPS 30 ou maior deve ser regra. Chapéu de abas largas e óculos escuros também complementam as estratégias de proteção.

Sobre protetor solar

Ajuda a prevenir o câncer de pele, o envelhecimento precoce e a queimadura solar. Um bom protetor solar: oferece proteção contra raios UVA e UVB, não irrita a pele, é resistente à água e não mancha a roupa.

A radiação UVA penetra profundamente na pele sendo a principal responsável pelo fotoenvelhecimento e pelo câncer de pele. Já a radiação UVB, mais intensa entre as 10h e 16h, provoca queimaduras solares e vermelhidão na pele. Protetores com (FPS) 2 a 15 possuem baixa proteção contra a radiação UVB; os com FPS entre 15 a 30 oferecem média proteção; enquanto os com FPS entre 30 a 50 oferecem alta proteção; e os com FPS maior que 50 altíssima proteção UVB. Pessoas de pele clara, que se queimam sempre e nunca se bronzeiam, devem usar protetores solares com, no mínimo, FPS 15.

Em relação aos raios UVA, não há consenso quanto ao fator de proteção. Ele pode ser mensurado em estrelas, de 0 a 4, onde 0 é nenhuma proteção e 4 é altíssima proteção UVA. Alguns produtos também informam em números, com menos de 2 não oferecem proteção UVA; entre 2 a 4 baixa proteção; 4 a 8 média proteção, 8 a 12 alta proteção e maior que 12 altíssima proteção UVA. Procure por esta classificação ou por valor de PPD nos rótulos dos produtos.

Como escolher o protetor solar

Verifique o FPS para raios UVA e UVB e se o produto é resistente ou não à água;

Escolha se em gel, creme, loção, spray ou bastão;

Pessoas com tendência a acne devem optar por protetores oil free;

Pessoas que fazem muita atividade física e que suam bastante devem evitar os géis, pois saem facilmente.

Como aplicar o protetor solar

O produto deve ser aplicado ainda em casa e reaplicado ao longo do dia a cada 2 horas se houver muita transpiração ou exposição solar prolongada;

É necessário aplicar uma boa quantidade do produto, equivalente a uma colher de chá rasa para o rosto e três colheres de sopa para o corpo;

O filtro solar deve ser usado todos os dias, mesmo quando o tempo estiver frio ou nublado, pois a radiação UV atravessa as nuvens.

É importante lembrar

Usar apenas filtro solar não basta! É preciso complementar as estratégias de fotoproteção com roupas, chapéus e óculos apropriados. Também é importante consultar um dermatologista regularmente para uma avaliação cuidadosa com a indicação do produto mais adequado.

O Mais Mulher entende o universo feminino e traz informação sobre alimentação saudável, atividade física, yoga, amor, sexo, moda, comportamento e beleza em um só lugar.