MARAVILHA
Babado, tia! Mais espinhas, cravos e oleosidade na juventude = Menos rugas
Precisávamos te contar sobre esta bendita relação que foi descoberta em um estudo genético do King’s College de Londres para nossa alegria!

O estudo genético comprovou que: quanto mais espinhas, cravos e oleosidade hoje, menos rugas amanhã! Isso mesmo, juventude com acne quer dizer velhice com menos marcas de expressão.

Culpa de um tal de telômetro, uma estrutura cromossômica que encapa e protege a pontinha dos nossos cromossomos (pense naquele plástico que fica ao fim do cadarço de tênis) ao longo da vida. Os cientistas notaram que quanto mais acne você tem, mais longa é essa capinha. O que é ótimo porque, cada vez que uma célula se divide, o telômetro fica mais curto, protegendo cada vez menos os nossos cromossomos durante a reprodução celular.

Quando essa capinha fica totalmente gasta, a célula não consegue mais se replicar e morre ou fica inativa. A pele de quem fuma envelhece mais rápido justamente porque o cigarro acelera o encurtamento do telômetro.

Os cientistas do King’s College mediram o comprimento dos telômetros dos glóbulos brancos de 1.205 irmãs gêmeas, todas mulheres – 25% delas sofriam de acne. As mulheres com espinhas tinham telômetros muuuuito maiores do que as que não tinham acne.

E além disso, os cientistas encontraram nestas mulheres com mais acne o gene ZNF420 que controla o envelhecimento das células (ou o gasto de telômetros). O que reforça ainda mais a conclusão de que mais acne, telômetros mais longos, menos envelhecimento, menos rugas.

Agora, antes de reclamar das espinhas, dos cravos ou da oleosidade, veja o lado positivo disso!

Mais sobre o estudo aqui.

;D

O Mais Mulher entende o universo feminino e traz informação sobre alimentação saudável, atividade física, yoga, amor, sexo, moda, comportamento e beleza em um só lugar.