AMOR
Deseja companheirismo? A ciência diz que corações partidos podem mais
Pessoas que já tiveram o coração partido têm tendência a serem mais companheiras e amáveis. O motivo? Elas passaram por um doloroso processo de autoconhecimento.

Sofrer por amor dói, mas fortalece. Estudos realizados pelo pesquisador Ty Tashiro mostraram que o término de um relacionamento amoroso muda a pessoa. Só que a direção desta mudança, se positiva ou negativa, depende de como se lida com o ‘game over’.

O ideal é que sentimentos como frustração, raiva e tristeza alavanquem inspiração e motivação. Mas como agir com tamanha sabedoria? Nós adoraríamos saber. Quem assistiu a Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças até pode desejar um tratamento que apague todas as memórias da relação.

Mas como a vida não é filme, não existe remedinho. Temos que levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Para a psicologia, este processo tem muitos pontos positivos. Quem já sentiu na pele a dor do fim, é (poderíamos dizer) um ser humaninho mais evoluído, estando mais apto a praticar melhor o companheirismo.

1. Quem sofreu com o término da relação praticou autoconhecimento

O fim de qualquer relação faz a gente olhar para dentro e fortalecer um vínculo de introspecção e reflexão. No período em que preferimos ficar mais tempo sozinhos curtindo a dor de cotovelo, nos amamos mais, nos curtimos mais e aprendemos a lição mais importante: a de que não precisamos de outra pessoa para nos sentirmos completos.

2. Relacionamento que chegam ao fim fortalecem a autoconfiança

Parece até uma balela como prêmio de consolação, mas não. É verdade! Mesmo inconscientemente, confiamos mais em nós, não nos entregamos mais cegamente a qualquer pessoa, passamos a ser mais seletivos e maduros porque aprendemos a dar sem esperar nada em troca.

3. Descobrimos que, depois da fossa, vem a bênção

É aquela velha história do copo meio cheio ou meio vazio, os términos geralmente ajudam a mudar nossa perspectiva diante do mundo e isso é uma boa coisa. O mais importante passa a ser em como você se sente em relação a si e à vida em geral.

4. O fim do amor ajuda a solidificar nossa personalidade

Amar é um ato de ousadia! Quem foi capaz de amar genuinamente alguém e sofrer por amor demonstra uma personalidade sólida, construída através dessa atitude ousada que, com certeza, vale a pena apreciar e celebrar.

Mais sobre o estudo: The Minds Journal

O Mais Mulher entende o universo feminino e traz informação sobre alimentação saudável, atividade física, yoga, amor, sexo, moda, comportamento e beleza em um só lugar.