Qualidade de Vida
Pilates Reformer: conheça o exercício que conquistou Adele, Jennifer Aniston, Kate Winslet e Madonna
Parece mesmo que a separação fez bem à cantora Adele, 31 anos.
Adele e o grupo Spice Girls. (Foto: Instagram)

Recentemente, ela surpreendeu os fãs ao aparecer bem mais magra no show do grupo Spice Girls, no Estádio de Wembley, Inglaterra. Adele perdeu mais de seis quilos. O Pilates Reformer é o responsável, e conquistou outras celebridades, entre elas Jennifer Aniston, Kate Winslet e Madonna. 

Adele tem praticado aulas de Pilates Reformer, atividade que ajuda no fortalecimento e aumento da resistência muscular, melhora a respiração, flexibilidade, consciência corporal, equilíbrio e postura. Além disso, os exercícios promovem um aumento da concentração, redução do estresse e da ansiedade. O que ajuda numa maior qualidade de vida para quem o pratica. 

O Reformer é um dos equipamentos utilizados no pilates. O aparelho lembra uma cama, e é composto de molas, alças e polias. A cantora conheceu a atividade depois de praticar algumas aulas com a atriz Ayda Field, esposa de Robbie Williams.

Pilates Reformer

Foto: Shutterstock

Em 1883, o alemão Joseph Pilates desenvolveu um grupo de exercícios para ajudá-lo no tratamento de diversos problemas de saúde como raquitismo e asma. Mas o primeiro estúdio de pilates nasceu só em 1925, na cidade de Nova York. No Pilates Reformer, podem ser feitos mais de 100 exercícios, e a prática está liberada para  crianças, adultos, idosos e gestantes.

“Praticando o Pilates percebi que melhorei minha disposição, ganhei força muscular, melhorei o equilíbrio e a postura também. A atividade trabalhou minha autoestima equilibrando minha saúde física e mental, além de deixar meu dia a dia mais produtivo”, disse a fiiotererapeuta e praticante do Pilates Reformer Tatiane Gomes.

A fisioterapeuta e instrutora Fernanda Gonçalves, do Espaço V Pilates, explica que algumas recomendações são necessárias, apesar do exercício ser indicado para diferentes perfis. É preciso considerar aspectos como algum problema de saúde  ou patologia. Por isso, a entrevista ou anamnese, é essencial para identificar uma possível adaptação de alguns exercícios ou até a não prescrição de alguns. 

“Devemos saber se o aluno possui hipertensão arterial, glaucoma, alguma patologia de coluna como hérnia discal, algum problema de joelho, dores, entre outros. Nem todos poderão realizar a mesma sequência de exercícios. Alguns deverão ser adaptados ou regredidos (forma mais fácil de realizar) dependendo do aluno, por isso costumamos dizer que o pilates deve ser feito de forma personalizada”, disse. 

O pilates pode colaborar no processo de emagrecimento, mas não é seu foco principal. Além disso, a prática deve ser associada a uma reeducação alimentar com uma dieta balanceada orientada por um médico ou nutricionista

“O pilates realizado em reformer (e outros equipamentos de pilates) estimula o aumento do metabolismo e promove um gasto, em média, de 300 calorias por aula, dependendo dos exercícios realizados. Para um aluno que deseja emagrecer devemos ter maior frequência do número de aulas por semana, e uma aula com maior gasto calórico, sendo realizados exercícios contra resistência, principalmente, de molas e de estabilização total do corpo“, concluiu Fernanda. 

O Pilates Reformer ajuda, sobretudo, no controle da ansiedade e estresse, que são algumas das causas da compulsão alimentar, e, consequentemente, da dificuldade em emagrecer. É importante destacar que qualquer atividade física deve ser feita sob orientação de um profissional. 

“Emagreci 16 Kg em 4 meses com reeducação alimentar, sob orientação de endocrinologista e nutricionista. Deste peso, 14 Kg foram perdidos com a associação do pilates, como única atividade física”, disse a aluna *Fabiane Aguiar, do Espaço V Pilates. 

*O nome da aluna Fabiane Aguiar foi alterado a pedido da entrevistada. 

O Mais Mulher entende o universo feminino e traz informação sobre alimentação saudável, atividade física, yoga, amor, sexo, moda, comportamento e beleza em um só lugar.