EMPODERAMENTO
Conhece a ‘She Works!’? Plataforma de trabalho remoto para mulheres
A startup norte-americana acaba de chegar ao Brasil. Para nossa felicidade geral, especialmente das mommys, o trabalho remoto e flexível está cada vez mais comum.
Programadoras, jornalistas, fotógrafas, escritoras, designers e várias outras profissionais podem atuar via dispositivos móveis.
Conheça a She Works!, startup norteamericana que lança uma plataforma de trabalho remoto para mulheres. (Foto: Pexels)

Trânsito, família, estilo de vida, prioridades pessoais. Como conciliar tudo isso e ainda assim conseguir realização profissional. Vale ressaltar que “se sentir realizada” pode não significar ter um super salário, mas maior flexibilidade e, consequentemente, qualidade de vida.

Acredita-se que, em 2020, 50% da força de trabalho já seja remota graças à tecnologia. Com a frase “A diversidade é mãe da inovação”, a norte-americana SheWorks! exemplifica bem isso. A plataforma pretende ser um ponto de encontro virtual entre empresas e mulheres de estilo home office.

Programadoras, designers, escritoras e mulheres com profissões desempenhadas online do mundo todo podem montar um perfil profissional na plataforma (até então, de forma gratuita) e aparecer para diferentes empresas globais contratantes.

Do outro lado da tela, uma equipe de recrutamento irá avaliar as informações de cada candidata e incluí-las em uma nuvem de talentos. A cada oportunidade lançada pelas empresas, a equipe cruza dados e entra em contato com a (s) candidata (s) apta (s) ao job.

Além de levantar a bandeira por mais flexibilidade nas rotinas de trabalho, a She Works! também defende igualdade na remuneração independente do gênero, empregos adaptados à rotina feminina e uma mudança radical no fluxo atual de trabalho.

Por mais iniciativas assim! Em 2011, uma pesquisa da Cisco (Connected World Technology Report) já mostrava que 59% dos funcionários brasileiros se diziam dispostos a receber salários menores em troca dos benefícios de um trabalho mais flexível. Número bem acima de outros lugares, como Reino Unido (28%), Espanha (35%), Japão (36%) e Estados Unidos (38%).

Por parte das empresas, um levantamento da Polycom, indica que 26% das empresas brasileiras já consideram e incentivam o trabalho remoto através de dispositivos.

Viva a tecnologia!

O Mais Mulher entende o universo feminino e traz informação sobre alimentação saudável, atividade física, yoga, amor, sexo, moda, comportamento e beleza em um só lugar.