SEXO
Sexo tântrico, que tal praticar? Prolonga o prazer e eleva a transa a um patamar espiritual
Tantra, em sânscrito, quer dizer trama ou tecido. Mas a palavra tem duas raízes acústicas com significados próprios. “Tan” é expansão e “Tra” é libertação.

O conceito ocidental de sexo ainda é muito preso à tríade começo, meio e fim do ato sexual que parece estar dividido entre: momento de excitação (as preliminares), o ato em si (a penetração) e o fim (o orgasmo). Saber mais sobre o sexo tântrico, faz a gente ter um outro ponto de vista do bem bom.

O prazer sexual no sexo tântrico envolve mente, corpo e espírito, o ato está muito além da experiência física. Com presença e entrega, cria-se uma consciência única entre os parceiros que se comunicam em energia com o universo. Em meio à rotina agitada, fica até difícil embarcar nesse papo. Mas, sem culpa, dedique mais tempo para sentir prazer. Técnicas de respiração, práticas de sons, exercícios para os músculos da região pélvica estimulam outras formas de chegar ao clímax.

Nem só de clitóris e penetração vive o orgasmo, jovem. E isso o oriente mostra com sexo tântrico. É uma outra visão da sexualidade, muito mais elevada e poderosa. Um entendimento de troca de energia entre duas polaridades em um momento considerado sagrado.

Para iniciar no sexo tântrico

Troque carícias e palavras elevando aos poucos a excitação;

Esqueça preconceitos e apegos, assim como qualquer julgamento ou comparação;

Tenha o entendimento de que a transa pode acontecer diferente de como você imaginou;

Imagine uma só consciência e sinta apenas as sensações do momento;

Entregue-se, esteja completamente aberta à troca de energias.

 

Que nos perdoem as rapidinhas, mas…

O Mais Mulher entende o universo feminino e traz informação sobre alimentação saudável, atividade física, yoga, amor, sexo, moda, comportamento e beleza em um só lugar.