MÚSICA
Soul Singers: Vozes femininas que caem como uma luva nesse frio

Se cada estação do ano tivesse seus gêneros musicais prediletos, talvez o soul funk estivesse no inverno quando adoramos tudo que é mais encorpado.

DJ e pesquisador de raridades musicais, Alexandre Paz apresenta 3 Soul Singers que você precisa ouvir. Elas aquecem até a alma, pode apostar.


Marva Withney – It’s My Thing

A “James Brown de saia”, ela foi marcante na cena funk no final da década de 60. Da cidade do Kansas, cresceu cantando gospel. Pelo famoso selo King, lançou o álbum It’s My Thing em 1969. “É uma verdadeira lenda entre os fãs do Funk & Soul por sua voz poderosa.”

Lyn Collins – Think (About It)

Também americana, do Texas, é considerada uma das divas do soul. Think foi escrita por James Brown que inclusive produziu o álbum lançado em 1972 pela People Records. “Álbum cheio de energia somada ao tom de voz inconfundível, para ouvir e gastar os sapatos.”


Marlena Shaw – The Spice Of Life

De Nova York, foi contratada pela Blue Note Records em 1972 como sua principal artista feminina. “Este é segundo álbum de estúdio com a cultuada Woman Of The Guetto, além de I Wish I Knew eternizada por Nina Simone e o single California Soul regravado pelo baterista brasileiro Wilson das Neves.”

E para quem nunca viu Nina Simone cantando e tocando piano ao vivo, essa é uma boa oportunidade. Aqui está ela em I Wish I Knew durante festival em Montreal (1976):

E muita atenção! Adora bater pernas por aí? Outra dica do Alexandre Paz, que também é colecionador de LP’s: Viu algum desses álbuns nos bazares de igreja ou brechós empoeirados, compre! Mas sem fazer alerde, pois eles são raridades e valem um bom dindin no mercado de vinis.

O Mais Mulher entende o universo feminino e traz informação sobre alimentação saudável, atividade física, yoga, amor, sexo, moda, comportamento e beleza em um só lugar.