HOT
Vibradores femininos: diferentes tipos, como usar e cuidados
Muita gente acredita que o vibrador substitui a relação sexual com uma pessoa, o que é um erro. Não é só para isso que um vibrador serve, então 'open your mind'!
Vibrador: Conheça diferentes tipos, como usar e cuidados recomendados.
Cena em sexshop do filme "De Pernas Para o Ar". (Foto: Divulgação)

Sabia que o vibrador pode ter uso terapêutico? Sim, senhora. Quando o uso do vibrador é baseado no princípio de relaxamento da musculatura do períneo (assoalho pélvico) e melhora do fluxo sanguíneo na região. Isto aumenta a sensibilidade na área genital, melhorando o prazer sexual e orgasmo. O relaxamento muscular pode reduzir e até mesmo eliminar dores durante a relação sexual.

Vibrador com uso terapêutico ou recreativo

Muita gente não sabe, mas fisioterapeutas pélvicos (ou uroginecológicos) costumam indicar alguns vibradores para tratar alguns casos, complementando o tratamento com exercícios específicos de contração e relaxamento do períneo, assim há melhora na força muscular do assoalho pélvico. Mas atenção, é mito pensar que apenas o uso isolado do vibrador irá fortalecer o assoalho pélvico, prevenindo incontinências urinaria ou fecal ou prolapsos (descida dos órgãos pélvicos, a exemplo da “bexiga baixa”).

Para fortalecer o assoalho pélvico e prevenir os problemas como os citados são necessários exercícios específicos que o fisioterapeuta pélvico irá prescrever. O vibrador por si só não tem esse “poder” todo! Já o uso recreativo do vibrador, como brinquedo erótico, sozinha ou acompanhada, explora áreas de prazer do corpo e dá aquela apimentada na relação sexual, tornando o momento mais divertido e intenso.

Modelos de Vibrador

 

1. Bullet (cápsula vibratória)

Tipos de vibrador para uso recreativo e terapêutico (sim! por que não?)

Há diferentes marcas e tipos de Vibrador Bullet com preços a partir de 30 reais. (Foto: Web/ Divulgação)

É uma cápsula vibratória, em formato de um pequeno ovo. Alguns têm um fio da cápsula para um controle com botão de ligar e desligar e controle de velocidade de vibração. Outros modelos são sem fio, com uma cordinha de silicone para retirar da vagina. Você pode utilizar no clitóris, via vaginal ou no períneo (encostando na região entre a vagina ou pênis e ânus). Atenção: Não é indicado para usar no ânus, pois pode ficar preso e, ao tentar puxar pelo fio, o fio pode romper. Se for sem fio então, nem pensar em usar via anal!

Como usar

Após retirar da embalagem e higienizar a cápsula vibratória (lavar com água e sabão), coloque as pilhas e ligue.

Passe um pouquinho de lubrificante nele, caso sinta necessidade (geralmente a superfície lisa não necessita).

Aí você o coloca onde te der mais prazer (introduzindo na vagina, encostando no clitóris, na entrada da vagina, no períneo…).

Lembre-se que é você no comando do seu prazer.
2. Vibrador personal

Modelo de vibrador personal, o mais simples para quem nunca experimentou este brinquedo erótico.

Vibrador personal que pode variar em cor e tamanho com preços a partir de 28 reais. (Foto: Web/ Divulgação)

O personal é o vibrador simples, comprido e rígido. Alguns vêm com textura “aveludada”, emborrachada, lisa, ou com ondulações. Varia em cores e tamanhos. Há modelos com a ponta mais curva prometendo estimular pontos mais sensíveis da vagina e já existem no mercado vibradores desse formato que trocam as ponteiras, permitindo estimulação em diferentes pontos do períneo ou vagina. Alguns também podem ter variações na velocidade. O preço depende desta funcionalidade e do material do vibrador. Eles podem ser utilizados dentro da vagina e encostando na região do períneo. A maioria não pode ser utilizada no ânus, pois não tem base larga e o ânus pode “sugar” o vibrador.

Como usar

Após retirar da embalagem e higienizar o vibrador (lavar com água e sabão), coloque as pilhas e ligue.

Use lubrificante se sentir necessidade (dependendo se for superfície lisa não precisa).

Vá introduzindo na vagina conforme seu desejo: devagar, rápido, só na entrada, mais fundo… ou pode usar também do lado de fora,
encostando no clitóris ou no períneo. O corpo é seu, explore da forma que lhe der prazer.
3. Vibrador Ponto G

Vibrador Ponto G, você sabe a diferença? Vamos te contar.

Vibrador ponto G com a ponta curvada e preços a partir de 30 reais. (Foto: Web/ Divulgação)

Ele é parecido com o personal, porém tem a ponta curva que permite estimular o ponto G e outras áreas erógenas ou com tensão muscular.

Como usar

Estes vibradores podem ser utilizados da mesma forma que o vibrador personal, mas a ponta curva pode ser usada para estimular melhor o ponto G.
4. Rabbit (vibrador rotativo)

Vibrador Rabbit, entenda o segredinho do vibrador preferido das mulheres.

Vibrador Rabbit que estimula o clitóris e penetra ao mesmo tempo com preços a partir de 75 reais. (Foto: Web/ Divulgação)

Esse modelo ficou famoso com o filme De pernas para o ar (da foto em destaque). Ele é maior e além de vibrar faz rotações. Ou seja: ele vibra e faz movimentos circulares. Sua ponta permite estimular o clitóris ao mesmo tempo que penetra na vagina. Alguns vêm ainda com uma terceira ponta que permite estimular o ânus ou o períneo. Há rabbits de vários tamanhos e cores.

Como usar

Depois de higienizar o vibrador (lavar com água e sabão), coloque as pilhas e ligue.

Esse vibrador é bom usar com lubrificante.

Vá introduzindo na vagina conforme seu desejo: devagar, rápido, só na entrada, mais fundo.

Os movimentos ficam por conta do vibrador: você apenas segura com as mãos e direciona ao local de mais prazer.
5. Vibrador em U

Conheça do que um vibrador "U" é capaz.

Vibrador em “U” é um modelo mais caro com preços a partir de 400 reais. (Foto: Web/ Divulgação)

Esse é um vibrador diferente, em formato de “U”. Serve para introduzir uma parte do “U” na vagina, enquanto a outra parte do “U” fica externa cobrindo o clitóris, estimulando essa região.

Como usar

Após a correta higiene do vibrador (lavar com água e sabão), coloque as pilhas e ligue.

Você deve introduzir uma parte dentro da vagina e a outra deixar cobrindo o clitóris pelo lado de fora.
6. Formato de pênis

Modelos de vibrador e como usar.

Vibrador com formato de pênis com preços a partir de 50 reais. (Foto: Web/ Divulgação)

São próteses penianas com vibração. Há vários tamanhos e materiais de fabricação, como borracha ou ciberskyn (que imita a pele humana). Podem ser introduzidos na vagina ou no ânus (observe se a base é larga). Leia a descrição do produto porque, em alguns casos, a pessoa compra uma prótese peniana achando que tem vibração junto, mas não.

Como usar

Esse vibrador tem uso semelhante ao vibrador personal.
7. Butterfly

Diferentes tipos de vibrador feminino.

Vibrador Butterfly, ideal para estimular o clitóris, com preços a partir de 60 reais. (Foto: Web/ Divulgação)

A borboleta é um vibrador que se prende ao corpo como uma cinta. É perfeita para estimular o clitóris.

Como usar

É bem fácil! Você coloca a borboleta em cima do clitóris e a cinta na cintura.

Presa ao corpo, basta ligar e sentir a vibração.

Alguns cuidados ao usar vibrador

  • É recomendado usar o vibrador com preservativo, pois além de ser higiênico, aumenta a vida útil do vibrador.
  • Sempre lave-o com água e sabão antes e após o uso (as partes onde se encaixam pilhas, baterias e componentes eletrônicos não devem ser lavadas).
  • A parte externa do compartimento de pilhas e baterias pode ser higienizada com um pano embebido em álcool.
  • Nunca compartilhe o vibrador: ele é de uso pessoal (o vibrador, por entrar em contato com as secreções do corpo,
    pode transmitir infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).
  • Use gel lubrificante a base de água para facilitar a penetração (se a penetração for anal, é obrigatório o uso do lubrificante).

Fisioterapeuta Pélvica e Sexóloga; Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Pélvica (ABFP); Integrante da equipe do Portal SexoSemDuvida.com.